Eu Li: O Livreiro - Pedro Herz - Editora Planeta

Olá! 
A resenha de hoje é sobre O Livreiro, de Pedro Herz, da Editora Planeta
Já tinha lido sobre este lançamento da Planeta, inclusive na apresentação das novidades da Editora para este ano e estava doida para ler também.
Ao assistir a entrevista de Pedro ao Globo News Literatura, fiquei mais curiosa ainda. Nesta entrevista, Pedro Herz conta para Edney Silvestre detalhes tão interessantes do livro, que ele furou fila e foi minha primeira leitura deste mês. Que livro bom!!

"Temos, Livraria Cultura e eu, uma diferença de idade de sete anos. Eu assumo: nasci primeiro, O fato é que sempre vivemos juntos. Atravessamos bons e maus momentos juntos. Navegamos crises juntos. E ainda que os ventos não soprem muito a favor, decidimos olhar para frente e crescer ainda mais - juntos." (página 217)

SinopseImpulsionada pela necessidade de complementar a renda da família, Eva Herz - imigrante judia que veio para o Brasil fugindo da perseguição nazista - decidiu investir na compra de alguns best-sellers para alugar a seus compatriotas alemães em São Paulo. A engenhosa iniciativa deu origem, em 1947, à Biblioteca Circulante, que posteriormente se estabeleceria no cenário nacional como Livraria Cultura, marco artístico e cultural da cidade e referência quando o assunto é leitura. Em O livreiro, Pedro Herz, filho mais velho do casal Eva e Kurt, faz um relato biográfico de como a família se firmou na nova cidade e, mais do que isso, fundou a livraria de maior pulsação cultural do país. Uma história de empreendedorismo que rendeu a Pedro experiências marcantes - como conhecer o pai de Anne Frank durante os anos em que viveu na Suíça; ter o "poetinha" Vinicius de Moraes autografando o livro Falso mendigo em um engraçado episódio que se deu em 1978; além de vivenciar umas das mais significativas manifestações da sociedade civil brasileira pelo fim do regime militar durante o lançamento, na Livraria Cultura, da obra O que é isso companheiro?. Um livro inspirador, que apresenta a trajetória admirável do empreendedor cultural Pedro Herz, e vai além, promovendo importantes reflexões sobre o futuro da leitura no Brasil e sobre a história de uma livraria que, nas palavras do escritor e jornalista Ignácio de Loyola Brandão, "só São Paulo faria".
Ficha técnica
Título: O Livreiro
Autor: Pedro Herz
Ano: 2017 
Páginas: 240
Editora: Planeta
Avaliação: 5/5 - Favoritado.
Livro cedido pela editora
Para comprar: Amazon | Planeta
Adicione o livro no Skoob

Adorei a capa com Pedro e uma estante repleta de livros, assim como o contraste das cores. A diagramação é ótima! Páginas amarelas, letras em tamanho confortável para leitura, bom espaçamento, revisão perfeitaO livro é composto de 28 capítulos curtos, que tornam as histórias vivenciadas e presenciadas pelo autor ainda mais interessantes. Narrado em primeira pessoa, o texto é ágil, a leitura é fluida e muito, muito interessante.


Adorei o livro! A forma como surgiu a Livraria Cultura foi sensacional. Tudo começou com a mãe de Pedro, Eva Herz, que procurou uma forma de ganhar dinheiro e ajudar nas despesas da casa e ao mesmo tempo que precisava cuidar dos filhos Pedro (primogênito) e Joaquim. Eva teve a brilhante idéia de alugar livros para seus conterrâneos alemães. Começou comprando alguns livros  escritos em alemão e passou a alugá-los. O negócio deu tão certo que os livros ocuparam toda a casa. "Tinha livro até debaixo da minha cama" conta Pedro numa das passagens do livro.

Numa narrativa muito rica em detalhes e interessante, Pedro nos apresenta sua trajetória, que se confunde com a da Livraria Cultura. Ele é um excelente contador de casos, e no decorrer da trama nos conta passagens curiosas, inéditas e saborosas. Uma família que cresceu e alcançou o sucesso com muito trabalho, dedicação e esforço. Uma história de  amor pelos livros.

Pedro aborda temas diversos no livro. Conta sobre a importância da leitura,  as inaugurações das lojas, sobre momentos políticos e o que eu mais gostei, sobre passagens de autores consagrados pela livraria, como Vinícius de Moraes, José Saramago e Mario Vargas Llosa. 

Que leitura boa! Terminei o livro com vontade de tomar um café com Pedro Herz e bater mais um papo com ele
Leiam o livro. Recomendo muito! Depois me contem o que acharam.



Comentários

  1. Oi, Cláudia!
    Olha eu aqui novamente! (rsrsrs)
    Não podia deixar de colocar meu comentário, porque amo livros e falar do nascimento de uma das maiores livrarias do país é muito bom e também porque eu sou inscrita no canal Sala de Visita da Livraria Cultura e assisto às entrevistas que são feitas pelo Pedro Herz e acho que ele é a pessoa perfeita para estar ali. Não sabia de sua história, mas tenho um respeito muito grande pelo trabalho dele e é muito bom saber que ele deixou registrado nesse livro, um pouco de sua história, mas também, um pouco da história de cada um de nós que somos apaixonados por livros, não é verdade?
    Grande abraço!
    Drica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dri!!
      Com certeza, querida!
      Que bom ler sua mensagem. Concordo com você!
      Também sou muito fã do trabalho do Pedro.
      Beijos

      Excluir
  2. Ganhei esse livro de um amigo que sabe de minha admiração pelo sr Herz, mas ainda não o li. Apenas folheei. O admiro muito, principalmente por sua história e da livraria (a minha favorita em sampa) se misturarem, sendo quase uma mesma coisa. Acho que ao terminar de ler esse livro vou correr para a Cultura do conjunto nacional e andar por lá, espiando o cenário e imaginando-o por entre 'suas' prateleiras.

    bacio carissima

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lunna, eu também pensei nisso! Em correr para a Cultura
      Leia! Depois em conte o que achou.
      Eu AMEI!
      Bjs

      Excluir
  3. Que livro maravilhoso! Eu adorei a capa também.
    Vim a conhecer agora por sua resenha, mas já fiquei encantada, com certeza iria gostar de ler. Já amei saber como tudo começou, só fiquei imaginando a casa repleta de livros!!!
    Entrou para a minha lista!

    bjs

    ResponderExcluir
  4. Já vou colocar na listinha, não sabia da história da livraria cultura, e fiquei curiosa em saber mais sobre a família pois adoooro a livraria cultura. Todas as vezes que vou lá fico imaginando onde colocaria minha cama caso morasse lá dentro hahahaha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cilene, adorei!
      Também vou começar a imaginar onde colocaria a minha...hahaha
      Leia, você vai gostar
      Bjs

      Excluir

Postar um comentário