Como um planner pode ajudar na sua organização?

Eu gosto de anotar meus compromissos, sou do tempo do papel e apesar de toda tecnologia, não abro mão de escrevê-los. Há tempos venho pesquisando a melhora opção para me organizar. Este ano escolhi o bullet journal, mais conhecido como BUJO e estou bem feliz com ele. 
Confesso que fiquei muito dividida entre este método de organização e o planner

Depois de muitas conversas e trocas de idéias, eu trouxe para cá a Talita Rodrigues Nunes, minha amiga, do Blog Só Melhora, craque nos planners. Estou muito feliz, pois combinamos uma parceria e a Talita vai nos contar sobre este método incrível de organização aqui no blog e eu vou dar dicas do bullet journal lá no Só Melhora. 
Dá gosto ler as suas dicas, porque a Talita é super organizada e tem me inspirado bastante. Começamos explicando sobre o método. O primeiro post já está disponível lá e você pode clicar aqui para ler. Estou super animada com esta parceria! Tomara que você goste também!
Confira suas dicas.

Como um planner pode ajudar na sua organização?
Há 3 anos eu descobri o planner e, consequentemente, meu novo jeito de me
organizar. O tal do planner é uma ferramenta de planejamento pessoal, que vai além da simples marcação de compromissos.
Uma das coisas de que mais gosto nessa “agenda gourmet” é que há espaço para me expressar de várias formas: poesias, scrapbook, desenhos, adesivos. Tudo isso cabe
num planner. Posso ter todas essas coisas num mesmo lugar.


Mas, você sabe o que é um planner?
Como já adiantei acima, é uma ferramenta de organização do tempo e planejamento pessoal e profissional. Pode-se dizer que é a evolução da agenda. O planner possui semelhanças com uma agenda, mas também possui muitas diferenças. Há diversos tipos e modelos de planners à venda no mercado, mas todos possuem um mesmo foco: planejamento. A ideia é centralizar num único lugar todos os compromissos da família e programar detalhadamente eventos importantes, por exemplo.
Há a parte da agenda semanal: onde marcamos os compromissos como médicos, dentistas, reuniões, etc. Fica mais fácil visualizar tudo que temos que fazer no dia e na semana.
calendários mensal e anual: para registrar viagens, aniversários, férias, etc. Assim temos uma visão mais ampla e não corremos o risco de sobrepor eventos.
Há espaço para planejar atividades: uma viagem em família, a festa de aniversário do filho, uma mudança de casa.
Há, ainda, mais espaço para o planejamento financeiro, controle de compras pela internet, organização de estudo. O bacana é exatamente isso: pode-se adaptar o planner às nossas necessidades.

Como se organizar com um planner?
Agenda semanal:
Chamo de agenda semanal a parte em que temos a visão da semana completa. No meu planner, vai de segunda a domingo, numa sequência horizontal. Cada dia é dividido em 3 quadradinhos e há linhas extras no fim de cada coluna de dia.
Essa apresentação pode variar um pouco de uma marca para outra, mas, em geral, há sempre uma agenda semanal no planner! Uso essa parte para anotar os compromissos diários: médico, dentista, prova, ballet, natação. Cada um com seu respectivo horário.
Além disso, gosto de ter algum tipo de decoração nessa parte funcional. Aprendi que para mim funciona muito preencher a parte da agenda semanal todinha! Eu olho a semana toda colorida e isso me inspira para continuar me organizando na próxima semana!
Gosto de decorar essa parte de forma bem simples: adesivos e canetas coloridas. Escrevo frases e faço uns rabiscos (alguns podem até dizer que são doodles, mas não
me importo de chamar de rabiscos).

Páginas extras:
As páginas extras são aquelas que normalmente ficam no final do planner e as
páginas ou espaços que meio que “sobram” entre um mês e outro. É nessas páginas que o planejamento pessoal acontece efetivamente.
Na parte semanal, de agenda e calendário, eu acabo anotando compromissos, tarefas e fazendo o planejamento mais a curto prazo dessas atividades. Nas páginas extras tenho mais espaço para detalhar o planejamento dos meus projetos e sonhos.
Utilizo bastante esse espaço para fazer o planejamento do blog e organizar meus estudos. Também faço muitas listas nessas páginas! Parceiros ou empresas com os
quais quero manter contato, Banco de ideias para posts futuros, e-mails que quero enviar, alguns posts que quero publicar nas redes sociais. Fica tudo concentrado no
final do planner.

Entre um mês e outro do planner, ou ao fim de uma semana, acabam aparecendo algumas páginas ou parte de páginas livres. Costumo utilizar esses espaços para
planejamento de questões mais voltadas à família e vida pessoal.
Por exemplo, num mês eu uso essas linhas para enumerar todos os guests posts que quero fazer durante o ano no blog. Em outro mês, uso essa páginas para fazer a lista
de convidados para a festa do Vinicius. Em outro mês uso para anotar a lista de presentes de Natal.

Eu uso e abuso de todos os espaços disponíveis do meu planner! Encontrei nele uma
grande ajuda para minha organização pessoal e profissional.
Contando um pouquinho da minha experiência, espero ajudar outras pessoas a
entender como um planner pode ajudar na organização delas também.


Para quem tiver interesse em se aprofundar um pouco mais no assunto, deixo alguns textos para leitura futura:
> Sobre as semelhanças e diferenças entre o planner a agenda (clique aqui)
> 6 bons motivos para usar um planner e ser feliz! (encontre aqui)
> Um guia sobre métodos de organização do tempo – e a certeza de que ao menos um
deles funciona para ti. (leia aqui).



O que achou deste método de organização? Conhece? Gosta? Usa? Pretende usar? Conta pra gente aqui nos comentários (ou no Instagram ou no Facebook)! Se você tiver alguma pergunta ou quiser saber mais sobre ele deixe nos comentários, assim poderemos preparar novos posts. Beijos e até a próxima!

Talita Rodrigues Nunes, 37 anos, casada com seu príncipe Charlles e mãe do Vinicius,
de 5 anos. É apaixonada pelo seu planner e escreve sobre como ele a ajuda a
organizar a vida de mãe, esposa, mulher e profissional no blog Só Melhora.

Comentários

  1. Oba!! É muito bom ser publicada por aqui. Estou super empolgada com a parceria!
    Podem deixar dúvidas e sugestões para os próximos posts.

    ResponderExcluir
  2. Que máximo, Clauo! Eu adorei o post, perfeito e bem explicadinho.
    Eu faço agenda, mas estou muito tentada a passar para o planner. Parece maravilhoso!
    Muito bom! Parabéns pela parceria!

    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou suspeita, Fernanda, mas acho que deverias te jogar num planner!
      Queres dicas sobre como começar?

      Excluir
  3. Lindaa! Sempre nos dando ótimas dicas aqui no blog e na vida! Um prazer ler as suas escritas! Sempre usei agendas, caderninhos... tudo que possa me orientar! Hoje também sou adepta dos apps em celular. Desde que criei o blog, planners são minha vida!

    ResponderExcluir
  4. Opa! Mais uma para o clube das apaixonadas em planner! O que gostarias de ver no próximo texto, Ana Claudia?

    ResponderExcluir
  5. Oi Claudia, eu já tinha lido sobre o seu planner no ig... gosto do planner, me ajuda bastante a me organizar. Esse ano eu o usei no primeiro semestre, mas me desorganizei completamente nesse segundo semestre. Eu tenho tempos de caos, já entendi isso e não adianta lutar contra. Minha mente precisa desses períodos. Sempre que tentei travar duelos contra, me dei mal. Na psicanálise aprendi a aceitar a bagunça como instrumento criativo. Eu até brinco com isso hoje em dia, olho a mesa e penso 'ok, daqui a pouco isso passa e tudo fica lindo de novo'. rs

    Enquanto isso, invejo a organização alheia. rs
    bacio e bom domingo

    ResponderExcluir

Postar um comentário