Eu Li: Minha jornada, a autobiografia de Donna Karan

Hoje trago para vocês o livro de março da nossa parceria com o Grupo Editorial PensamentoMinha jornada, a autobiografia da Donna Karan, edição do Selo Seoman.
Sinopse: Neste livro de memórias sincero e visceral, a renomada designer de moda Donna Karan, criadora das marcas Donna Karan New York e DKNY, compartilha detalhes íntimos da sua infância solitária, suas mais de quatro décadas na indústria da moda, seus dois casamentos, seu trabalho filantrópico e sua busca incansável por autoaceitação e paz espiritual. Muito mais do que falar sobre uma das personalidades mais marcantes do mundo da moda, Minha Jornada fala da mulher de espírito jovem, cuja visão e trabalho infatigável tornaram-na um paradigma para as mulheres do mundo.
Ficha técnica
Título: Minha jornada, a autobiografia de Donna Karan,
Autor: Donna Karan 
Ano: 2018 
Páginas: 456
Editora: Seoman
Avaliação: 5/5
Livro cedido em parceria com a  editora
Para comprar: Amazon
Adicione o livro no Skoob

Adorei a capa. Edição super caprichada e bem cuidada. Páginas amarelas, letras em tamanho confortável para leitura, bom espaçamento. Adorei as fotos pessoais, de campanha e outras recordações que recheiam o livro. Minha jornada foi escrito por Donna em parceria com a coautora, Kathleen Boyes, que é sua amiga há mais de 30 anos e isso contribuiu para um texto fluido e interessante. É uma leitura muito gostosa. Não se assuste com o tamanho do livro. A leitura é prazerosa e rende muito bem.

" A vida é uma jornada, uma aventura na qual cada curva e cada volta têm algo a nos ensinar. Permaneça aberto, seja criativo e espere para ver aonde a estrada o levará. Porque, queiramos ou não, nossos planos mudam constantemente. Assim, ponha na mala o necessário e tempere-o com um pouco de humor. Deus sabe que você precisará disso." (página 19)

Escolhi Minha jornada por dois motivos, adoro biografias e fiquei curiosa para saber mais sobre esta americana que sempre foi sinônimo de charme e sucesso. Não me decepcionei, pelo contrário, o livro me surpreendeu positivamente!

O livro foi uma leitura muito gostosa e fluida. Tive a impressão que Donna conversava comigo, contando sobre sua trajetória. Uma vida de escolhas, aprendizado e algumas cabeçadas pelo caminho. A autora é honesta e conta sobre passagens difíceis. Não mostra uma vida apenas glamourosa, embora viva cercada de luxo e dinheiro. Construiu uma família linda e um império graças a muito trabalho e dedicação. Embora conte sobre compras como uma Ducati, um Lamborghini, uma tela de Francis Bacon para presentar Stephan, seu marido e grande amor da sua vida, estas passagens fazem sentido dentro do seu contexto, não são apenas exibições e excessos.

Donna elegia SETE roupas ou produtos para definir suas coleções. Tive a idéia de usar esta fórmula nesta resenha para apresentar esta autobiografia para vocês. Vamos lá:

1) Donna nasceu no mundo da moda! Seu pai Gaby Faske (que faleceu quando ela era bem pequena), fazia roupas costumizadas.  Sua mãe, Helen Faske foi modelo antes de se especializar em vendas. 
"A moda era meu destino. Não exatamente um sonho. Era, na verdade, a última coisa que eu queria fazer. Tratava-se de algo óbvio demais. Previsível, fácil. Como muitas crianças eu desejava ser diferente dos meus pais" (página 25)

2) Sempre trabalhou com o conceito de roupas práticas, mas bonitas, diferenciadas e elegantes. Roupas que acompanham a mulher na yoga, no trabalho, numa recepção. Donna é uma designer que exala moda, beleza e refinamento.

3) Durante a leitura fica nítida sua busca por espiritualidade. Donna não tinha uma religião definida, mas sempre buscou inspiração e fortalecimento em diferentes áreas, inclusive no estudo da Kabala. Relata sobre caos e tempestade na sua vida e do seu marido e sua busca por equilíbrio e fortalecimento. Conta sobre seus encontros com o Dalai Lama e a emoção que despertam estes momentos únicos.

4) É praticante entusiasta de yoga. Adorei saber disso e do papel da yoga na sua vida! Conta que descobriu a yoga ainda adolescente e ficou apaixonada por ela desde a primeira aula. "Parecia uma espécie de dança, uma boa desculpa para alongar meu corpo e movimentar minhas pernas compridas. Não via nenhum elemento espiritual, o que foi uma vergonha: eu poderia ter iniciado minha jornada interior muito mais cedo! Ainda assim, eu tinha sido conquistada." (página 47)

5) Além de moda feminina, Donna desenvolveu áreas de sucesso dentro da sua marca. Moda masculina (foi a eleita para vestir Bill Clinton na sua posse e durante seu governo), produtos de beleza. Na finalização deste livro,  desvincula-se da área de moda feminina, ficando com a Urban Zen, um novo conceito de moda e busca pelo equilíbrio.

6) Desenvolveu um trabalho muito interessante na área de ajuda humanitária. Projetos para arrecadação de verbas para estudos da AIDS, câncer e outras doenças, contam com sua participação e de amigos famosos, como Barbra Streisand, uma das suas melhores amigas.


7) Trabalho intensivo no Haiti e em catástrofes. Num dos terremotos que devastaram o Haiti, Donna arregaçou as mangas: " Mas fazer o que? Eu não iria preencher um cheque - não é assim que eu ajudo. Prefiro agir...Descobrimos que muitos grupos de asssitência estavam indo para lá e pus meu avião à disposição. Também juntamos tapetes de yoga, óleos e outros suprimentos para auxiliar os médicos e enfermeiras internacionais que deviam estar exaustos por trabalhar sem descanso.  (Eles gostaram sobretudo da aromaterapia, por causa dos muitos mortos e corpos em decomposição). (página 394). 
Para se ter uma idéia do envolvimento de Donna e sua equipe nestes trabalho, elas descobriram tendas para emergência (equipadas com suprimento prático como berços, cobertores e pratos), que poderia abrigar até 10 pessoas por vez e custavam mil dólares cada. Donna instalou uma na sua loja Urban Zen e mobilizou os amigos para angariar fundos e comprar uma tonelada delas! Achei lindo estes projetos.

Gostei muito desta leitura e de conhecer o universo fascinante desta interessante designer de Nova York. Recomendo muito esta leitura para quem gosta de biografias, de moda e para quem quer uma leitura envolvente e diferente.




Comentários

  1. Edição interessante.... Olha... Realmente a capa é bastante expressiva e as fotos pessoais estão muito bem dispostas, pelo visto! Gosto de conhecer coisas novas. Todas as histórias são interessantes, de algum modo.

    ResponderExcluir
  2. Nossa que interessante. Não sabia sobre o livro. Mas eu tenho um perfume dela que dou completamente apaixonada. Gostei de saber um pouco mais sobre ela.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Tudo bem?
    Não li e não tenho interesse na leitura. Apesar de curtir designer eu não curto muito biografias.

    Mas achei que você se jogou na leitura e conseguiu me fazer repensar sobre ler mais biografias.. Ao menos algumas com uma temática que me agrade ou pessoa.
    Beijos.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Puxa, que pena...
      Muitas vezes vc pode se surpreender com as leituras e este é um destes casos!
      Bjs

      Excluir
  4. Olá!! :)

    Eu confesso que não conhecia este livro, mas ainda bem que gostaste de fazer a leitura! Não sou grande fa de biografias, devo dizer...

    Mas acho que a vida da "protagonista" e muito completa, apurada em diversas áreas e dimensões humanas.

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  5. Oiie. Eu gostei da premissa do livro porque gosto do universo que foi explorado. Contudo, não curto biografias. Um dia quem sabe...
    Beijos.

    Blog: fanficcao.wordpress.com

    ResponderExcluir
  6. Não gosto de biografias nem de moda, então não acho que curtiria essa leitura. Exceto pela parte do Dalai Lama, não achei muito interessante a obra. Mas fico feliz que tenha gostado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ju
      Eu não gostei só, eu ADOREI e recomendo muito!!
      experimente ler coisas diferentes do que esta acostumada e poderá se supreender
      Bjs

      Excluir
  7. Oi, tudo bem? Eu gosto de biografias, tenho lido mais depois que amei A arte de pedir, da Amanda Palmer. Mas eu não leria esta, porque não me interessa. Não me interesso por moda e não faço a mínima ideia de quem é a Donna. Mas que bom que gostou da leitura, geralmente biografias conseguem cativar a gente pelo tom mais pessoal mesmo.

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca ouviu falar em Donna Karan?
      Pelo jeito vc nao curte mesmo moda, Nina...que pena
      Vc pode se surpreender positivamente
      Eu amei a leitura
      Bjs

      Excluir
  8. Olá!
    Que dica bacana. Achei legal sua resenha e como pontuou algumas das passagens dessa biografia. Confesso não ser meu gênero preferido, mas gostei de conhecer mais das suas impressões com a leitura.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  9. Não sabia sobre o livro, e apesar de não ter me interessado por ele, acredito que a história dela tenha muito a ensinar e inspirar.
    Bjos Rose

    ResponderExcluir
  10. oiii!

    Eu não conhecia esse livro, mas achei mega interessante a obra. Além de ser bem escrito, traz muitas coisas sobre a vida da autora que vale a pena ler.
    Dica anotada!

    Bjs

    ResponderExcluir

Postar um comentário