O Natal do Encontro no Shopping Lar Center!!

[Resenha] Conexão Hirsch - Carlos Romero Carneiro (Editora Penalux)


Olá queridos!
Hoje trago para vocês um livro muito interessante! Conexão Hirsch, nostalgia, obsessão e viagens no tempo, escrito por Carlos Romero Carneiro, da nossa parceira Editora Penalux.
SinopseVocê já teve uma sensação estranha ao caminhar por uma antiga rua ou adentrar um casarão em ruínas? Foi acometido pelo mal-estar ao tocar uma fotografia velha ou ter um objeto nas mãos? Gabriel experimentava as mesmas sensações e tornou-se obcecado em absorver os fluidos confinados em Capituva. Tudo não passava de intuição, até conhecer um homem que mudaria para sempre a sua vida. Através dos ensinamentos de Amarante, o jornalista desvendaria as técnicas de absorção do passado e teria acesso a centenas de histórias escondidas ao seu redor. O encontro improvável com um judeu russo, entretanto, colocaria a sua vida em risco. Que relação haveria entre o protagonista e uma criança morta há mais de meio século? Mistérios, devaneios e uma certeza: é impossível abandonar o livro antes da última linha.
Adicione este livro no Skoob.


Viajando no tempo, foi assim que me senti lendo este livro. Carlos tem uma escrita ótima! Ágil e envolvente, simplesmente não consegui largar o livro até finalizá-lo.
O autor parece ter feito uma boa pesquisa do tema, e eu adoro isso! Quando fatos reais embasam a história, deixam a trama ainda mais interessante.
Não se trata de um livro espírita, mas achei muito bacana a forma como Carlos tratou a questão da absorção de energia dos objetos antigos, bem como as "viagens no tempo".
Acompanhei Gabriel e Amarante, numa busca frenética ao passado para desvendar a morte de uma criança judia. Fiquei emocionada com estas passagens. Achei interessante também a abordagem do autor, ao mostrar as dificuldades de relacionamento do nosso protagonista. Gabriel é um cara tímido, fechado e considerado "esquisito". Jornalista, vai utilizar o jornal que edita para ter acesso a alguns casos do passado, que o intrigam no presente.
De cara, a diagramação me encantou. A capa é linda! Folhas amareladas, letras em tamanho confortável, ótimo espaçamento, que contribui para a leitura ficar ainda mais fluida. Detalhes fofos como da numeração das páginas e no cabeçário de cada página, com o nome do autor, me deixaram encantada. Quase todos os capítulos começam com uma foto antiga, que deixou a trama ainda melhor e mais detalhada. Gostei muito desta leitura, e ela ganhou cinco estrelas.
Livro cedido em parceria com editora.

Esta foi uma leitura muito sensorial! Ao ler o trecho que destaquei abaixo, consegui visualizar a cena com perfeição, me transportei para lá e até pude sentir o cheiro da lenha queimando...

"Em todos os cantos, ouvia-se o  som de pessoas que conversavam, cantavam e e se divertiam. Um forte odor de lenha, ora vindo dos ferros de passar roupa, ora da cozinha, infestava o ambiente e remetia a um passado esquecido. O passado cheira a lenha - pensou Gabriel. Músicas se misturavam enquanto prosseguiam entre pessoas que caminhavam através de um emaranhado de sensações". pág. 36

Leiam! Recomendo para quem gosta de uma boa trama, mistério, volta ao passado. 


Comentários