O Natal do Encontro no Shopping Lar Center!!

Papo Médico com o Dr Rodrigo Rosa - DIU (Dispositivo Intrauterino)

Hoje é dia do nosso papo médico com o Dr. Rodrigo Rosa. Todo mês você encontra por aqui o Dr. Rodrigo, nosso consultor em medicina, especialmente em ginecologia e obstetrícia. Ele responde nossas dúvidas sempre com muita atenção, gentileza e competência. Tenho muito orgulho desta nossa parceria!
Esta coluna e as próximas traremos os temas escolhidos por vocês, através da nossa enquete. O tema deste mês é o DIU (dispositivo intrauterino)

DIU: é possível engravidar depois de anos de uso?

O dispositivo anticonceptivo intrauterino, popularmente conhecido como DIU, é o mais eficaz contraceptivo reversível do mercado, e apesar de ainda ter pouca taxa de uso, cresceu exponencialmente em popularidade na última década.

Quando a paciente, em conjunto com o seu médico, opta pelo DIU, o ginecologista insere a peça no útero por meio de um procedimento cirúrgico simples que pode ser realizado no consultório. O dispositivo pode ficar alojado de 5 a 10 anos, a depender do tipo. A maioria deles são feitos de polietileno, com ou sem adição de substâncias metálicas (cobre) ou hormonais (progesterona). Há um DIU mais recente que é uma mistura de cobre com prata, diminuindo as cólicas menstruais que podem ser ocasionadas pelo DIU de cobre apenas.

O método é indicado para pacientes em idade fértil, desde que não haja suspeita de gravidez, má formação congênita do útero, neoplasias uterinas, sangramento uterino de causa desconhecida, coagulopatias, doença inflamatória pélvica, cervicite e risco de doenças sexualmente transmissíveis.

Quando implantado, o DIU criará um ambiente intrauterino hostil aos espermatozoides evitando a sua chegada até as trompas ou tendo efeito espermaticida, mas como todo método anticonceptivo, tem seus prós e contras.
Apesar de muito eficaz e ajudar a evitar as reações secundárias causadas por hormônios, o dispositivo pode ter alguns efeitos secundários. Nos primeiros três meses após a colocação do DIU, a paciente pode perceber um agravamento nas cólicas menstruais, aumento no tempo do período menstrual em cerca de um dia e ainda ter hemorragias uterinas. Após cerca de 3 meses, esses sintomas tendem a diminuir ou desaparecer.

E se depois de anos utilizando o dispositivo, a mulher decidir engravidar? O DIU pode ser removido a qualquer momento e não interfere na fertilidade da paciente, já que quando implantado funciona como uma barreira mecânica que impede a gravidez. Somente é indicado que o dispositivo seja retirado cerca de dois meses antes de tentar a concepção, para que o organismo tenha tempo suficiente para voltar à sua normalidade fisiológica e a gestação ter mais chances de sucesso.

Rodrigo da Rosa Filho é graduado em medicina pela Escola Paulista de Medicina (Unifesp/EPM), Membro da Sociedade Brasileira de Reprodução Humana (SBRH) e da Sociedade de Ginecologia e Obstetrícia do Estado de São Paulo (SOGESP),  co-autor/colaborador do livro “Atlas de Reprodução Humana” da SBRH e autor do livro ” Ginecologia e Obstetrícia- Casos clínicos” (2013). É diretor clínico e sócio-fundador da clínica de reprodução humana Mater Prime.

Gostou do tema deste mês? Você gostaria de ver algum outro tema aqui? Você pode nos escrever, deixando sua sugestão ou sua dúvida.




Comentários

  1. Adorei o post!!! Bem esclarescedor... com certeza pensarei nesta opção, mas confesso que acho esquisito ter um corpo estranho dentro de mim kkkkkkk bjs Regina

    ResponderExcluir
  2. Informação é sempre bem vinda! Tenho muitas amigas que usam DIU e se dão super bem com ele. Eu não senti necessidade de colocar, já que não tenho problemas com meu anticoncepcional.

    ResponderExcluir
  3. Muito bacana a postagem.
    Eu gosto de compartilhar informações importantes e interessantes para as mulheres, futuras gestantes, que estão em busca da maternidade.
    Sempre temos dúvidas.
    Tenho uma prima que usou as duas vezes antes das duas gestações e se adaptou muito bem, depois engravidou sem problemas...
    Muito bacana o post.
    Bjs
    Ju

    ResponderExcluir
  4. Adorei o post, tenho conversado com meu médico para colocar DIU

    Bjs Mi Gobbato

    ResponderExcluir
  5. Bacana saber mais sobre o assunto!
    Quase implantei DIU mas desisti...

    ResponderExcluir
  6. O tema está maravilhoso, adoro estes assuntos sobre saúde da mulher, informações...
    mas, vc acredita que por mais que tenhamos informações sobre o DIU eu sou super resistente à ele? Estranho né...

    ResponderExcluir

Postar um comentário