O Natal do Encontro no Shopping Lar Center!!

Livro: Fantasmas não dizem adeus (Alexandre Kahtalian) - Editora Jaguatirica

Hoje trago para vocês um livro forte, com uma temática difícil e muito bem escrito.
Fantasmas não dizem adeus é o livro de estréia de Alexandre Kahtalian, Editora Jaguatirica. 
À começar pelo forte título, é uma leitura densa, diferente e que me fez refletir por muito tempo após a sua finalização.
O que mais me chamou a atenção, foi saber que trata-se de uma auto-ficção, ou seja, o autor vivenciou algumas situações descritas no livro. Experiências difíceis, emocionantes e traumáticas. Temas como morte, diabetes, suicídio, drogas e relacionamentos conturbados, fazem parte deste vigoroso livro.
A trama começa com Zuca narrando seu relacionamento com seu neto, Ico, de 17 anos. No decorrer da história somos apresentados a outros membros da família. Thor é o tio de Ico, que tentou se matar várias vezes e acabando morrendo, melancolicamente, de complicações decorrentes da diabetes. Antes de Thor, Alma, sua mãe e esposa de Zuca, não apenas tentou, como conseguiu colocar um fim à sua vida surpreendendo a família.
Eu gostei muito da forma como Alexandre trabalhou as questões emocionais dos seus personagens. Apesar dos sofrimentos narrados, o livro deixa uma mensagem de esperança no final, de reconciliação com seus fantasmas.
Composição da minha avaliação: (cada item vale até 1 ponto): 
Capa: 1,00
Trama: 0,80
Diagramação: 1,00
Desenvolvimento e narrativa: 0,90
Revisão: 1,00
Nota: 4,70 - Muito bom
Livro lido em parceria com o autor
Adicione o livro no SKOOB
Mais uma vez a Editora Jaguatirica arrasa na capa, linda e poderosa! Adorei também a diagramação do livro, ótima. Folhas amarelas, letras em tamanho confortável, contribuem para uma excelente leitura.
O livro é narrado em primeira pessoa e em alguns capítulos em terceira pessoa. Isto deixou o texto ainda mais interessante. O tema é bem pesado, mas a escrita do Alexandre é ótima e por isso mesmo, aguardo ansiosa outros lançamentos do autor.
SinopseO fio condutor da história aqui narrada pelo psicanalista Alexandre Kahtalian é a delicada relação de um adolescente e o seu avô paterno, numa interlocução que traz os conflitos do presente à sombra fantasmagórica de um passado não menos problemático. E é aqui que a narrativa se torna um fio desencapado, nos envolvendo numa teia de tensões em tempos diferentes, tendo ao fundo de um conturbado quadro familiar recortes da vida social, política e cultura do país na segunda metade do século vinte.
Sobre o autor: Alexandre Kahtalian formou-se em Medicina na Universidade Federal do Rio de Janeiro e atuou como endocrinologista, acumulando láureas e clientes famosos. A partir dos acontecimentos em sua vida retratados de forma ficcional em Fantasmas não dizem adeus, foi em busca de se autoanalisar através da psicanálise. A experiência marcante e transformadora culminou com a decisão de abraçar a formação psicanalítica. Foi assim que se tornou psicanalista e iniciou uma nova etapa em sua vida. Atualmente é membro de uma série de associações de classe, nacionais e internacionais, como Associação Psicanalítica Internacional (IPA) e International Association Psychoanalytical Self Psycology (IAPSP), entre outras. É casado com Maria Lúcia há 17 anos e tem dois filhos.

Comentários

  1. Você sempre trazendo boas dicas de leitura!!!!! Beijos Regina

    ResponderExcluir
  2. Ainda não conhecia, gostei da resenha :D

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Fiquei muito interessada pois é o meu género. Embora não seja real, algumas situações foram vivenciadas e os temas são bem fortes mesmo

    ResponderExcluir
  4. Oi querida, adoro suas dicas de livro!
    Fiquei pensando, temos alguns fantasmas interiores mesmo.

    ResponderExcluir
  5. Tinha visto a foto desse livro em seu instagram e já tinha ficado curiosa, agora ao ler suas impressões, me animou ainda mais. Só que para esse semestre não dá. Tenho 04 livros a produzir até novembro, ou seja, leituras apenas de trabalho. Mas vamos em frente. rs
    Assim que der uma folga, eu corro para a minha lista que só cresce. Quero férias para ontem. rs

    bacio

    ResponderExcluir
  6. Oi Claudia! Achei a sinopse do livro super interessante e, seu feedback positivo me deixou super curiosa pela leitura. Não é qualquer livro que tem o condão de tratar de assuntos tão delicados de maneira crível, sensível e, ao mesmo tempo, realista.
    Não conhecia a editora e o autor, mas, tendo a oportunidade, vou adorar ler! Ótima sua indicação!
    xoxo

    ResponderExcluir
  7. Oiie

    Não tinha ouvido falar ainda do livro e sua resenha desperta curiosidade. Acho importante que o número de livros tratem de temas tão delicados, uma pena que mexem demais com meu psicológico. Mas quando eu tiver mais forte darei uma chance!

    Beijos!

    ResponderExcluir

Postar um comentário