Maggie, Um Amor sem Reservas (Márcia C. Sigwalt Aleixo) - Eu Li!!

Hoje trago para vocês o livro, Maggie, um amor sem reservas, da Márcia Valeixo, do nosso parceiro Grupo Editorial Scortecci
Eu amo histórias sobre cachorros, elas me emocionam sempre. O duro é lidar com a hora do morte e por isso às vezes eu evito este tipo de leitura. Quando eu vi este livro, fiquei apaixonada pela Maggie e ao saber que ela ainda é viva, fiquei com mais vontade ainda de ler e conhecer sua história.
Maggie é uma cadela da raça Weimaraner, linda, linda e neste livro sua tutora conta sua trajetória, desde pequenininha. O nome de batismo da Maggie é Gispsy Woman (mulher cigana) e ela é uma cadela que viajou bastante, esteve a passeio em várias cidades e morou em outros estados e até em outro país com seus donos. Agitada, alerta, esperta, amorosa, Maggie conquista todos a sua volta e me conquistou também. Impossível não estabelecer uma ligação com Maggie e Márcia. Maggie é uma cadela muito especial e inteligente. Dá e recebe muito amor. É uma delícia acompanhar sua vida. 
Eu gostei muito da escrita da Márcia. Talvez também pela sua formação (Márcia é advogada), sua escrita é elegante e ao mesmo tempo acessível. A forma como ela conta sobre a Maggie é muito especial. O livro é uma espécie de diário e narra as aventuras da sua filha peluda, bem como fatos do cotidiano que são ternos, engraçados e interessantes. Márcia e o marido mudaram várias vezes e o mais bacana é que nem cogitaram deixar Maggie para trás. Em 2013, a autora pediu uma licença do trabalho por dois anos para acompanhar seu marido em um trabalho no exterior. Márcia usou este período sabático para escrever este livro delicioso.
Algumas passagens do livro me chamaram muito a atenção. Nelas Márcia narra sobre as estadias da Maggie em hotéis e em creches para cachorros. Gostei muito da abordagem da autora quanto aos tratamentos e preparação para viagens, bem como adaptação à uma nova rotina. Aprendi no livro mais sobre técnicas de acupuntura, homeopatia e outros tratamentos caninos.
Olha só que gesto mais lindo da Márcia, a renda integral deste livro será revertida para ajudar animais em situação de abandono. Vale a pena a leitura e ajudar estes peludinhos.
Composição da minha avaliação (cada item vale até 1 ponto): 
Capa: 1,00
Trama: 1,00
Diagramação: 0,80
Desenvolvimento e narrativa: 0,90
Revisão: 1,00
Nota: 4,70 - Ótimo.
A capa é linda. Gostei muito da capa e do título. O livro é recheado de fotos lindas da Maggie e de seus donos em diversos momentos da sua vida. Diagramação boa da Scortecci, páginas brancas, adorei os detalhes da patinha em cada página, junto com o título do livro. Uma observação, se as letras fossem um pouquinho maiores seria ainda mais confortável a leitura, a mesma sugestão para o espaçamento. Acredito que estes detalhes, que não comprometem a leitura, poderiam deixá-la ainda mais prazerosa. É apenas uma sugestão para talvez uma próxima edição.
Título: Maggie, um amor sem reservas
Autora: Márcia C. Sigwalt Valeixo
Ano: 2017 
Páginas: 192
Idioma: português 
Editora: Scortecci Editora
Livro cedido em parceria com a editora

Sinopse: Maggie – um amor sem reservas conta a história de Maggie, uma cadela da raça Weimaraner. Quando filhote, Maggie era dotada de uma energia transbordante, o que culminava em incorrigíveis e doces travessuras. Cavava buracos e abria verdadeiras crateras pelo jardim, comia plantas, destruía ralos do quintal e de seu próprio canil, obrigando sua tutora a procurar ajuda profissional para adestrar essa peluda indisciplinada. Seu nome de batismo “Gipsy Woman” (mulher cigana) não foi em vão: nascida no Rio Grande do Sul, seguiu viagem para Curitiba-PR aos 7 meses de idade para viver com seus amigos humanos.
Passados alguns anos, por questão profissional de seus tutores, mudou-se para a capital do país, Brasília-DF, viajando de avião e de carro, passando por outros estados brasileiros. Aos seus 8 anos de idade, atravessou o Atlântico para desembarcar nos Estados Unidos da América, na cidade de Rockville-MD-USA, região de Washington DC. Em sua trajetória nacional e internacional, viveu alegrias, aventuras, descobertas, desafios e dificuldades de saúde, cruzando seu caminho com o de veterinários e amigos que fizeram diferença em sua vida. Experimentou os benefícios da homeopatia, da acupuntura, hábitos de vida mais saudáveis, especialmente na alimentação e prática de exercícios físicos.
Descobriu novos horizontes através de seu olfato aguçado, fez amigos e deixou marcas no coração de muitos que passaram por sua vida. Ensinou à sua tutora o conceito do amor sem reservas, incondicional, sem preconceitos; o conceito de amizade, lealdade e fidelidade; comprovou a sensibilidade e inteligência dos cães através de suas atitudes.
Sobre a autora: Márcia C. Sigwalt Valeixo nasceu na cidade de Curitiba (PR), formou-se em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Em 2003, ingressou na Advocacia-Geral da União, no cargo de Procuradora Federal, o qual exerce até hoje. Atualmente, Márcia reside em Brasília (DF) com seu marido, Mauricio Leite Valeixo, e Maggie.

Você pode comprar Maggie, um amor sem reservas no site da Scortecci, clique aqui


Comentários

  1. Olá, Clauo! Adorei a sua resenha! Eu amo a raça Weimaraner, sou louca pra ter um! Ontem assisti 4 vidas de um cachorro e também não sei lidar com a morte dos cachorros, nem mesmo pela TV! Aff! Msa que bom que é um livro interessante e, principalmente, que a autora destinou a renda do livro para instituições de proteção animal. Adorei saber um pouco mais sobre o livro!
    Beijos!
    Karla Samira

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bem?
    Amo histórias de cachorros e Maggie parece mais humana que cachorro. Eu sempre me apego a personagens assim mas é muito triste quando eles morrem. Eu choro muito. Mas o amor, os laços que o cão e o dono formam através do tempo é muito sublime. Tem um livro que chorei muito mas tem um final feliz, chama-se Caninos Brancos de Jack London. Vai gostar de ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Caninos brancos está na minha lista tbe. Depois te conto!
      Eu morro de chorar também...
      É isso mesmo, a Maggie é mais humana que cachorro.
      Bjs

      Excluir
  3. Muito boa sua resenha. Realmente um livro sobre cachorros geralmente também é um livro sobre amizade, o que geralmente torna a estória bonita e emocionante. Não conhecia esse livro. Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso, Marcelo!
      Esta amizade linda, chama a atenção no livro.Vale a pena a leitura
      Bjs

      Excluir

Postar um comentário