Uma Chance Para Recomeçar

Título: Uma chance para recomeçar
Autor: Diana Scarpine
Ano: 2016 
Páginas: 432
Idioma: português
Editora: Pandorga


Carina é uma workaholic rica e bem-sucedida cuja vida se resume ao trabalho. Afogada em estresse, ela não se importa com a solidão que habita seu coração, pois o amor nunca foi uma das suas prioridades, até que algo inusitado acontece. Repentinamente, ela se vê privada do trabalho e deseja aplacar a solidão que a consome, principalmente quando conhece Aurélio, que a trata de uma forma diferente da qual ela está acostumada. Consumido pela tragédia que vitimou sua família e deixou-lhe sequelas físicas e emocionais, Aurélio não quer nada além de se afundar cada vez mais na dor e na culpa que sente. Suas certezas começam a ficar abaladas à medida que Carina se aproxima cada vez mais dele. Quantos obstáculos precisam ser vencidos para recomeçar? O amor é capaz de vencer as amarras do passado e o preconceito? (Skoob)

Quando li a sinopse, fiquei curiosa para ler este livro. Por isso mesmo, fiquei muito feliz quando conseguimos a parceria com a autora. Antes de contar para vocês o que achei do livro, acho importante dizer que a Diana foi uma das escritoras mais cuidadosas e organizadas que tive o prazer de conhecer. Este cuidado e organização refletem na sua escrita. 
Comecei a leitura de Uma chance para recomeçar semana passada, no meio da nossa maratona literária de ano novo. Foi o primeiro romance que li neste ano e também o primeiro livro da autora.
Diana soube explorar muito bem temáticas difíceis de serem trabalhadas, como perdas de entes queridos, incompreensão familiar, baixa auto-estima, dedicação excessiva ao trabalho, entre outros temas importantes.
O livro é narrado em primeira pessoa pelos dois protagonistas da estória, e o mais bacana, em capítulos alternados. Eu acho esta forma de narração ótima, pois te permite acompanhar não só os pensamentos, mas também os sentimentos dos personagens. Isto dá uma dimensão e um significado muito bom a trama.
Carina e Aurélio são duas pessoas carentes de atenção e amor. Carina não percebe sua beleza e vive para o trabalho. Aurélio inicia o livro viúvo, em luto pela perda não só da esposa amada, como da sua única filhinha. Você torce e cria empatia com os personagens, mas confesso que em determinados momentos eles chegaram a me irritar um pouco com comportamentos imaturos. Este sentimento logo passava, frente ao belo desenrolar da trama. 
Este é um livro muito bem escrito, a autora tem uma escrita elaborada e refinada. Por abordar temas bem pesados, a leitura não flui muito rapidamente, mas não é um livro cansativo. Como todo bom romance que se preze, você torce pelos personagens e quer descobrir se finalmente terão um final feliz. Também me chamou a atenção a construção elaborada de bons personagens secundários como a irmã da Carina, seus pais, a mãe do Aurélio e seu primo. Gostei muito de conhecer melhor a cidade de Jequié, onde é ambientada a estória e que também é a cidade natal da autora.


"Aprendi que as nossas principais características não são suficientes para nos definir. O ser humano é muito mais completo do que isso. É uma síntese mutante de todos os traços de seu caráter, combinada às suas experiências de vida". (página 382)

Achei a capa linda, adorei a diagramação. O livro tem folhas amareladas (que eu amo) e não encontrei nenhum erro de português. Mais uma bela edição da Editora Pandorga que sempre arrasa nos seus livros. Exemplar cedido pela autora, lido em parceria com o blog.

Sobre a autora: Diana Scarpine é baiana da cidade de Jequié, possui graduação em Ciências Biológicas, mestrado na área de saúde e atualmente cursa doutorado, no qual tem se dedicado ao estudo da deficiência e da Tecnologia Assistiva. Apaixonada por literatura, escreve desde os treze anos de idade, transitando entre a prosa e a poesia. Além de “Uma Chance para Recomeçar”, é autora de “Entrelace: Caminhos que se Cruzam ao Acaso” (2012).




Comentários

  1. Linda resenha, Cláudia! Muito obrigada!
    Abraço,
    Diana Scarpine.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que agradeço a confiança e a parceria, querida!
      Foi um prazer ler seu livro
      Parabéns e muito sucesso para você.
      Bjks mil

      Excluir
  2. Adorei a resenha. Doida para ler. @odisseiamaterna

    ResponderExcluir
  3. Claudia, gostei muito da premissa do livro e de sua resenha. Parece que a autora escreve de forma a nos aproximar dos personagens e eu adoro quando isso acontece, porque é como se você estivesse lá. Não conhecia a autora (apesar de ser minha conterrânea) e fiquei interessada para saber mais dela e de sua obra. Beijo!
    Ilmara

    ResponderExcluir

Postar um comentário