Ary Toledo

Sábado fomos ao Teatro APDC assistir o show do Ary Toledo. Foi uma noite muito divertida!
Aos 78 anos o humorista dá um show de vitalidade e de memória. Conta quase 200 piadas, a maioria de sua autoria, intercaladas com músicas acompanhado de um violão.
Foi uma noite muito bacana. 
Não conhecia ainda este teatro e gostei muito! Espaçoso, fácil acesso, muito bom ter mais uma opção de teatro!
Ary Toledo arranca gargalhadas e muitas palmas da platéia com seu humor e boa interação com o público. 

Invejável sua memória! Eu me orgulho de ter boa memória, mas para guardar piada sou uma negação...tento lembrar das que mais gosto, mas não consigo. Ary emenda uma piada na outra, num show com temas divididos em categorias. 
Um dos mais antigos cronistas cômicos em atividade, Ary Toledo se apresenta com frequência no exterior, e acaba de regressar de turnê Estados Unidos e no Japão. No final do ano ele vai fazer uma turnê pelos países africanos de Língua Portuguesa. Por aqui, sua agenda é concorrida há décadas. Em meio à era do stand-up, Ary atribui o sucesso de sua fórmula para fazer rir à interpretação da piada – “não basta contar” – e à escolha do repertório. “O verdadeiro comediante precisa observar constantemente todos os fatos sociais, senão cai no ostracismo. Em uma festa, o cabeleireiro repara nos cabelos, o joalheiro, nas joias, e o comediante em tudo”, diz Ary Toledo.

Uma curiosidade, você sabia que Ary Toledo, que era ator e cantor, se tornou humorista aconselhado por Elis regina e por Vinícius de Moraes? 
Aos 78 anos, Ary Toledo tem muita história para contar, além das 60 mil piadas do acervo. Há 57 anos entrou para o Teatro de Arena. Em 1965 entoou Pau-de-Arara, de Vinícius de Moraes e Carlos Lyra, sobre as mazelas de um retirante, no Fino da Bossa, programa apresentado por Elis Regina e Jair Rodrigues, na TV Record. Quando o ouviu cantar “uma crítica social que era para chorar” o auditório “foi abaixo”. Ao testemunhar a gargalhada geral, a Pimentinha e o poeta deram a dica: aposte no humor. Ary Toledo seguiu o conselho. 

Você tem até o final de setembro para conferir este show! Recomendo! 
Sobre o humorista: Nasceu no interior de São Paulo, em 1937. Veio para a capital aos 22 anos, quando começou como ator no teatro de Arena. Em sua opinião, “a interpretação é o grande segredo dos bons comediantes”. Cinco anos depois, ingressou na carreira humorística. Cantor de estilo satírico, passou a apresentar shows em que conta anedotas. Chegou a compilar cerca de 60 mil piadas, que contava em shows, discos, programas de TV e livros.Numa de suas apresentações, durante a Ditadura, disse: “quem não tem cão, caça com gato e quem não tem gato, caça com ato” em alusão ao Ato Institucional V. Foi preso e logo liberado, devido à admiração que despertava no público inclusive junto aos seus opressores. É viúvo da atriz e jurada musical de programas de TV, Marly Marley, com quem foi casado por quase 40 anos.

Serviço:
Ary Toledo 5.2
De 3 a 25 de setembro, sábados (21h) e domingos (19h), no Teatro APCD. Rua Voluntários da Pátria, 547, Santana (próximo ao metrô Tietê).
Bilheteria: de quarta a sábado, das 15h às 22h; domingo, das 15h às 20h. www.compreingressos.com / Telefone: (11) 2223-2424.
Classificação: 16 anos.
Duração: 90 minutos. 
Capacidade: 800 lugares. 
Ingressos: R$ 50 (inteira), R$ 25 (meia) e R$ 20 (sócios e funcionários APCD).

Agradecimentos especiais:
Fernanda -  Arte Plural



Comentários

  1. Oie,
    não conhecia, mas adoro show assim, já quero ir.
    Vou pesquisar e ver se consigo

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vanessa
      Obrigada pela visita!
      Em tempos de notícias tristes e pesadas, é muito bom rir um pouco mais :)
      Bjs, querida

      Excluir

Postar um comentário