Um Nazista em Copacabana: Eu Li!!

Finalizei esta semana este livro nacional. 
Um Nazista em Copacabana, escrito por Ubiratan Muarrek, Editora Rocco, é um livro que me surpreendeu. O título me chamou a atenção logo de cara, adoro títulos diferentes e pedi para ler. Não me decepcionei, pelo contrário, eu adorei a leitura.  Achei o livro diferente e muito bem escrito!

Muarrek conseguiu construir uma trama muito interessante, que prendeu minha atenção do início ao fim do livro. Utilizando uma técnica descritiva, onde um narrador conta a estória na terceira pessoa, o autor consegue realmente fisgar o leitor, que permanece atento até o final do livro. Um Nazista em Copacabana reúne ingredientes certeiros para o sucesso de um bom livro. Um texto muito bem escrito, uma narrativa ágil, o livro começa pelo final e o autor volta ao início da trama para contar esta interessante estória. Atual, utilizando como pano de fundo falcatruas, sequestros e ingredientes políticos, o livro conta a estória do casal Delúbio e Diana. Ao revelar suas personalidades, o autor aborda temas importantes como expectativa de vida, sonhos, ambições e herança genética. Eu acredito que o grande mérito do livro seja a sutileza encontrada pelo autor para trabalhar esta trama. Gosto muito da idéia da sugestão, ou seja, muitas coisas e fatos "poderiam" ser, ficam  muitas vezes no ar. Você interpreta o desfecho da trama.
Diana é filha de um soldado alemão que combateu no terceiro reich. Qual é o papel deste nazista na vida de uma família brasileira? De forma sutil, Muarrek mostra este alemão como uma figura paterna terna e presente e deixa no ar se o papel de carrasco era uma sombra na vida dele ou se foi uma realidade. 
Delúbio era um cara sem expectativas de vida, que fumava seus cigarrinhos de maconha e que vivia relativamente bem com muito pouco. Conhece Diana, vivem uma grande paixão e ela engravida.  Ao conseguir um emprego com características dúbias, Delúbio, vê sua vida dar uma guinada.
Achei muito, muito interessante a forma como o autor trabalhou o papel dos pais dos dois protagonistas, pessoas com tristes histórias de vida, com tragédia familiar, dependência de álcool e solidão. Fiz uma reflexão do quanto estas vivências impactaram na vida dos filhos. Este foi um dos aspecto mais bacanas do livro, me fez refletir bastante sobre o rico universo particular que Muarrek criou no livro.
Os personagens secundários também são muito bem trabalhados e sugerem uma força maior do que aparentemente demonstram a princípio. Achei muito interessante como dependem das escolhas pessoais dos protagonistas a ascensão ou desaparecimento destes personagens da trama. Destaques para os personagens Antônio e sua esposa estéril e Circe, vizinha da mãe de Diana.
Editora Rocco acertou na edição. Adorei a capa e o título, diagramação perfeita, folhas amareladas (amo!),  sem erros de concordância ou de gramática (também amo!).
Sinopse: Otto Funk é um ex-combatente alemão que, deixando para trás os escombros da Segunda Guerra, desembarca no Brasil, onde conhece Iracema, uma manauara muito emocional, com quem acaba se casando e tendo uma filha. Por meio das lembranças da mulher e das desventuras da filha, Diana Verônica, grávida e em fuga por conta dos tropeços de seu ex-parceiro numa prefeitura do ABC paulista, a trajetória de Otto é revista em Um nazista em Copacabana, segundo romance do jornalista e escritor Ubiratan Muarrek e primeiro pela Rocco. Com a habilidade de um bom contador de histórias, o autor reconstrói as turbulências do final da ditadura militar e os conflitos sociais e políticos do Brasil enquanto narra o drama familiar de duas gerações, dissecando os meandros da complexa engrenagem do poder, as armações diárias e as figuras miúdas que constroem o perfil de um país em desalinho. 

Ficha técnica: 
Autor: Ubiratan Muarrek
Preço: R$ 38,00
352 pp. |
Formato: 16x23 cm
Assuntos: ficção – romance/novela, ficção nacional
Selo: Rocco

Sobre o autor: Ubiratan Muarrek nasceu em Tupã (SP) e mora na cidade de São Paulo. Formou-se em direito pela Universidade de São Paulo (USP) e tem mestrado em mídia e comunicação pela London School of Economics (LSE). Publicou Corrida do membro (Objetiva), em 2007. Um nazista em Copacabana é o seu primeiro livro pela editora Rocco. 

Recomendo muito a leitura! Leia e depois me conte o que achou, vou adorar saber sua opinião.
Beijos,
Claudia
Agradecimento especial:
José Fontanele - Oasys Cultural
(Livro cedido em parceria com Oasys Cultural)

Comentários