Família Belier - Filme



Ontem fomos ao cinema, assistir Família Belier. Amo este tipo de filme, com relacionamento familiar como temática. Adoro filmes europeus também. Infelizmente eles não passam em grande circuito, mas vamos lá, "a gente caça" estes cinemas...rs

De cara o que me chamou a atenção foi o tema: deficiência auditiva. Eu gostaria muito de aprender libras, uma das principais formas de comunicação com deficientes auditivos. Fui empolgada assistir este filme, maridão não teve a mesma empolgação, mas vai na minha e gostou muito também! 

O filme é bem bacana. Não conhecia a jovem Louane Emera, que vive a filha, a única integrante da família que não é deficiente auditiva. A mocinha tem um vozeirão lindo, lindo! Fiz uma busca aqui na internet, mas achei pouca coisa. Entendi que ela participou do The Voice, mas não sei se foi descoberta lá. Gostei muito da interpretação do professor de coral da Paula, Eric Elmosnino (ele fez vários filmes, inclusive Anos Incríveis). Um músico frustrado, que faz o público rir com suas piadas e humor ácido. Achei as interpretações dos pais da Paula (personagem vivida pela Louane) exageradas e caricatas. Isso não diminuiu o gosto que o filme me deixou. Um gostinho bom! Sai do cinema leve e feliz, com a música da cena final na cabeça e no coração.
Assista, é bem bom! (Fonte: Adoro Cinema)

Sinopse e detalhes

Não recomendado para menores de 12 anos 
Paula (Louane Emera) é uma adolescente francesa que enfrenta todas as questões comuns de sua idade: o primeiro amor, os problemas na escola, as brigas com os pais... Mas a sua família tem algo diferente: seu pai (François Damiens), sua mãe (Karin Viard) e o irmão são surdos e mudos. É Paula quem administra a fazenda familiar, e que traduz a linguagem de sinais nas conversas com os vizinhos. Um dia, ela descobre ter o talento para o canto, podendo integrar uma escola prestigiosa em Paris. Mas como abandonar os pais e os irmãos?



Comentários

  1. Olá Cláudia! que bom começar o ano assistindo filmes hein? Sou cinéfola, minha predileção também é cinema europeu, não gosto nadica dos norte americanos, sempre sei o final, até porque ficções científicas não me apetecem. Aqui em casa montei um espacinho pra ver nossos preferidos e baixo pelo site Toca dos Cinéfolos, hoje assisti dois. Passando também pra desejar um ano novo com muita saúde e paz pq o resto a gente vai atrás ne, bjus

    ResponderExcluir
  2. Obrigada querida Beth!
    Nao conheço este site, vou lá olhar. Adorei saber mais sobre suas dicas!
    Bjks mil

    ResponderExcluir

Postar um comentário