Livro: Sísifo, Verena Kent - Editora Cultrix

A Casa do Céu



Incomodada...profundamente impactada. Foi assim que terminei este livro.
A Casa do Céu narra a experiência da jornalista Amanda Lindhout que durante 15 meses foi mantida refém num sequestro na Somália.
O meu primeiro pensamento foi, o que leva uma pessoa a se arriscar em lugares tão "perigosos"?! Sim, porque Amanda não vai parar lá a trabalho, é seu gosto por aventuras e lugares exóticos que a levam a lugares como Afeganistão, Somália, entre outros.
A autora conta sobre sua vida e infância, sobre algumas dificuldades de relacionamento, mas nada comparado ao que vivencia nesta experiência.
Só conseguia pensar que não aguentaria passar o que ela passou...
Um livro forte, pesado, difícil, mas muito bem escrito. Uma vivência diferente, sofrida, que transforma a pessoa, que tanto pode fazê-la crescer, como pode aniquilá-la.
Tinha visto uma crítica numa revista e fiquei muito curiosa, quando abriram uma viagem pelo grupo do Livro Viajante, logo me inscrevi.
Gostei muito da capa, ótima diagramação. Apesar do tema pesado, a leitura flui bem. texto impecável.

Sinopse - A Casa do Céu - Amanda Lindhout, Sara Corbett

O relato dramático e libertador de uma mulher cuja curiosidade a levou até os lugares mais bonitos e remotos do mundo, seus países mais instáveis e perigosos, e também a passar quinze meses em um angustiante cativeiro — uma história de coragem, resiliência e beleza. “Este é um dos livros mais marcantes que eu já li. Angustiante, esperançoso, belo, libertador e verdadeiro, ele fala sobre desumanidade e humanidade, algo que, de algum modo, parece ser profundamente antigo e completamente moderno. É bonito, devastador e heroico — um grito de rebeldia, ao mesmo tempo em que é um humilde chamado à oração.” Elizabeth Gilbert, autora de Comer, Rezar e Amar e The Signature of All Things “A Casa do Céu é a história dramática, contada de maneira magistral, sobre a busca incessante de uma jovem para criar uma vida grandiosa, contra todas as expectativas. A jornada de Amanda Lindhout é única, uma aventura épica que vai do pitoresco ao contundente, onde o que está em jogo é absolutamente tudo. Com uma clareza e uma honestidade incríveis, Lindhout e Corbett confirmam duas coisas: ninguém será capaz de esquecer este livro — ou de fechá-lo antes de chegar ao fim. SKOOB
Nota: 5/5

Este livro cumpre o desafio: ler um livro escrito por uma mulher, para o Desafio Literário do Skoob de abril.

Livro lido através do grupo do Livro Viajante


Comentários

  1. OI Clau, eu sempre acho interessantes histórias de vida que mostram até aonde a pessoa conseguir ir. Até aonde a pessoa consegue suportar e assim conseguimos perceber o quanto podemos ser fortes e resistentes. Já fiquei interessada na história da jornalista que gosta de uma aventura e lugares diferentes.
    Uma ótima semana pra você
    beijos
    Chris
    Inventando com a Mamãe

    ResponderExcluir

Postar um comentário