Por Favor, Cuide da Mamãe - Lendo Entre Amigas


Sinopse - Por favor, cuide da Mamãe - Kyung-sook Shin

Park So-nyo, 69 anos, mãe de cinco filhos, desapareceu. Ao chegar a Seul para visitá-los, saindo de sua aldeia com o marido, com quem é casada há mais de 50 anos, ela é deixada para trás em meio à multidão em uma plataforma da estação de metrô. Como fez a vida toda, ele simplesmente supôs que a esposa o seguia. Essa é a última vez em que Park é vista. Começa então a procura, liderada pelos filhos e o marido, que se transforma em uma exploração emocional repleta de remorso e marcada pela triste descoberta de uma mulher que ninguém nunca conheceu. Narrado pelas vozes de uma filha, de um filho, do marido e da própria mulher desaparecida, Por favor, cuide da Mamãe é, ao mesmo tempo, um retrato da Coreia do Sul contemporânea e uma história universal sobre família e amor.SKOOB.

Há tempos queria ler este livro e a Sarah gentilmente me mandou (no mercado paralelo do nosso grupo de leituras, Lendo Entre Amigas). Ops...na verdade este livro foi o escolhido pela turma como o livro que a Sarah colocaria na nossa roda de leitura, aliás eu votei nele, porque estava doida para ler!

Perturbador...um livro forte, corajoso, que expõe algumas vivências dolorosas e difíceis.
Park So-Nyo é uma mãe dedicada à família , que cuida de todos e não é cuidada por ninguém. Pede a vida toda que o marido ande ao lado dela e não na sua frente como sempre acontece. Quando ele entra no vagão do metrô (na frente dela), ela fica para trás.

Devorei o livro. 
Curioso pensar como muitas vezes não conhecemos realmente quem está ao nosso lado. Aqui, depois do desaparecimento da Mãe, a família reflete em escolhas, em dedicação, em tempo, em cuidado, ou na falta de tudo isso. No desenrolar da estória, finalmente conhecemos a personagem, com características e atitudes nunca percebidas.

A autora tem uma forma bem delicada de escrever, uma linguagem envolvente, que flui muito bem.  Apesar do tema pesado, você não consegue desgrudar do livro até terminar. Naturalmente te faz pensar sobre SUAS relações familiares.

A capa é suave e acho que é esta a mensagem da autora, uma personagem suave, que transmite amor e cuidado e que raramente recebe estes de volta. 

Termino o livro triste e pensando como posso melhorar ainda mais minhas vivências familiares.

Um livro impactante que recomento muito.

Nota: 5/5



Comentários

  1. Oi Clauo!
    Já me apaixonei pelo livro...
    Será que consigo em qualquer livraria?
    Beijinhos e uma linda semana
    http://meusamoresvariedades.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu também achei ótimo este livro Clau, por isso o coloquei no nosso Círculo. Esse era do círculo mesmo, não do "mercado paralelo" rss...
    O que achei mais interessante foi a forma diferente de narrar a história, a partir de diferentes perspectivas e sem aviso prévio. Além da temática das relações familiares, claro.
    Que bom que gostou!
    bjao

    ResponderExcluir
  3. Claudinha, me deu mta vontade de ler! Vou comprar e depois te falo! Bjs

    ResponderExcluir
  4. Eu de novo!!!
    Clau como faço para participar do "clube", não sei se posso chamar assim, pelo que entendi vcs trocam e emprestam livros. é isso?
    /beijinhos
    http://meusamoresvariedades.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. OI Clau, as suas dicas de leitura são sensacionais. Agora estou com ostrês da Italia para ler e tenho que esperar senão a minha pilha de livros não lidos vai ficar muito grande.
    beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Estou muito ansiosa para ler esse livro!
    Eu sou louca por autores orientais, então já viu...
    bjo

    ResponderExcluir
  7. Li esse livro no fim do ano passado e também gostei muito. Lembro que nas últimas partes foi bem emocionante e eu estava no ônibus, voltando do trabalho, mesmo assim, não aguentei, chorei! Haha
    Bem legal o seu blog e suas leituras diversificadas!
    Beijo,
    Aline

    ResponderExcluir

Postar um comentário