A Felicidade é Fácil: Desafio Realmente Desafiante 2013


Este é o segundo livro que eu leio do Edney Silvestre, jornalista e comentarista da Rede Globo de Televisão.

Olavo e Ernesto são dois publicitários envolvidos com esquemas de corrupção. Através deste e de outros personagens, Edney elabora uma trama onde poder, dinheiro e política estão intimamente ligados. Mostra ainda os extremos de dois meninos, um muito rico e outro pobre e surdo-mudo.

O narrador trafega com desenvoltura pelos gostos consumistas de Olavo e Mara, pelos meandros da sangria de dinheiro do Brasil para o exterior, pelo mundo de desejo e frustração do casal Irene-Stephan e do Major e sua filha e, ainda, pelo linguajar e modos de delinquentes de alto coturno. Ao fim e ao cabo, em meio à lama que parece avançar sobre tudo, Silvestre encontra esperança. Como no poema de Drummond, em que uma flor fura “o asfalto, o tédio, o nojo e o ódio”. Sublime. Sinopse daqui.


Eletrizante! Sabe aquele livro que você não consegue largar até terminar? Que você precisa descobrir o desfecho da estória?! Este é um belo exemplo disso...

Recomendo muito e aguardo ansiosamente o próximo lançamento dele prometido para o segundo semestre pela Intrínseca.

Este livro faz parte do desafio 11: ler um livro nacional.



Comentários